Roberta Farig - Escritora

Seguir esse Blog!

Encontre-nos no facebook

Popular Posts

Bárbara Silva está lendo...

Roberta Farig está lendo...

Carol Zanin está lendo...

About

domingo, 18 de janeiro de 2015
Oi gente. Hoje estamos com um post um pouquinho diferente. Uma amiga do blog conheceu uma trilogia e depois de ler percebeu que deveria divulgar para um grande número de pessoas possíveis. Então hoje a resenha é da nossa querida amiga Renata. Espero que gostem.


Uma Razão para Respirar – Livro 1 {Skoob}
Quase sem Respirar – Livro 2 {Skoob}
Eu escolhi Respirar – Livro 3 {Skoob}


“Viver nos erros do passado pode destruir o seu futuro”

Resenha Por Renata Margaria:

Traduzir em palavras todos os meus sentimentos lendo essa trilogia seria uma grande crueldade com a autora. Muito poucas vezes na minha vida literária me senti tão absorvida por uma história como essa. 

O primeiro livro trata da violência doméstica, quando Emma Thomas, que vive com seus tios após a mãe a ter abandonado por causa do alcoolismo e o pai falecido. Sua tia sádica e descontrolada acaba por descontar todas as suas frustrações com agressões físicas e verbais em cima da adolescente. Além disso, a adolescente tem uma tendência à automutilação. Sara é a única pessoa no mundo que está ao seu lado. Até aparecer Evan e sua vida virar de cabeça para baixo. As agressões se tornam mais frequentes e mais violentas cada vez que Emma tenta viver um pouco mais a vida. Até o dia em que resolve fugir e dessa vez sua tia passa dos limites e quase chega a matá-la.

No segundo livro, a vida recomeça, mas não da maneira que todos esperamos. Emma vai morar com a sua mãe e conviver com essa doença que é o alcoolismo. Nos momentos de sobriedade, ela até tenta recuperar o tempo perdido e tornar-se uma boa mãe, mas assim que o álcool corre nas veias, o monstro e todas as mágoas vem à tona, expondo a Emma todas as culpas que ela pode conseguir colocar em cima da filha. Sara juntamente com Evan ainda continuam sendo o seu apoio. Mas aparece Jonathan que é o novo e bem mais novo namorado de sua mãe. Eles acabam se identificando por todos os problemas passados em suas respectivas infâncias e Emma encontra um amigo. Mas com todos os erros cometidos pela mãe, acabam pagando caro por essa amizade. Paralelamente a todo esse sofrimento, Emma tem seu oásis junto a Evan, que descobre o amor, o companheiro, o amigo, mas tudo tem um limite. Ela não consegue ser tão verdadeira com ele em relação aos seus “monstros internos” como é com Jonathan. Emma abandona a todos e vai para a faculdade.

O terceiro livro é a coroação dos outros dois. Não poderia haver final mais impressionante, impactante, chocante e qualquer outro adjetivo para essa série. Emma volta à vida e isso é o mais importante.

Tira-se dos livros várias lições de vida, de superação, de comportamento e principalmente do que acontece com a vida dos filhos por causa da escolha dos pais. Sim é verdade. Muitas vezes alguns pais precisam se perguntar ou analisar o porquê do comportamento dos filhos. E a vezes a resposta é simples: são eles mesmos. 

Emma Thomas é uma adolescente marcada pela tragédia. A morte de seu pai, o abandono da sua mãe por causa do alcoolismo e a violência doméstica em seu lar adotivo. Mas o principal é a violência psicológica que foi incrustada dentro dela que a fazia sempre se cobrar mais, sempre abrir mão do que ela estava sentindo em detrimento do sentimento dos outros e mais ainda afastando a todos de si, para não partilhar sua dor e suas angustias. 

É muito difícil traduzir em palavras o todo desta obra e que para mim deveria ser lida por pais, adolescentes, futuros pais e avós. Para todos há uma lição, uma dica e um ensinamento. 

Mostra como algumas palavras, atitudes, comportamentos ou mesmo a maneira como tratamos as pessoas a nossa volta pode causar estragos. Às vezes comparações simples com defeitos que outras pessoas possuem acabam marcando a personalidade de uma criança. 

Rebecca Donavan deixa a entender que essa história tem um fundo de verdade. Mas também um alerta: A violência doméstica não é só a física. E plagiando suas últimas palavras no livro: “Por fim quero expressar a minha admiração pela coragem e perseverança de cada sobrevivente de abuso doméstico. Existe esperança. Existe amor. Existe ajuda. Você não está sozinho.”


Falar desses livros acaba sendo doloroso para mim. Acabou.

Sobre Rebecca Donovan:


Rebecca Donovan é uma das best-sellers do USA Today. Começou sua carreira independentemente, pois não conseguia brecha no mercado editorial. Com a trilogia The Breathing, ela conquistou críticas e fãs no mundo todo. Esse sucesso todo é comprovado, não apenas com número de vendas, mas pela mobilização nas redes sociais. Só no GoodReads, cerca de 100 mil leitores classificaram os livros da série (média de 4,3 estrelas) e há quase 9 mil resenhas escritas sobre a trilogia.

Sobre Renata Margaria:


Renata Margaria é leitora compulsiva e apaixonada por livros, colunista da revista Em dia: www.revistaemdia.com.br e blogueira nas horas vagas: colunaestante.blogspot.com.br


Espero que tenham gostado! Se você gostou deixe um comentário!! Se não gostou indique as inimigos kkkk  

Deixem nos comentários quais livros vocês desejam ver aqui no blog ;) 

Bjos.



Carol Zanin

1 comentários:

Renata Margaria disse...

Obrigada Meninas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!