Roberta Farig - Escritora

Seguir esse Blog!

Encontre-nos no facebook

Popular Posts

Bárbara Silva está lendo...

Roberta Farig está lendo...

Carol Zanin está lendo...

About

domingo, 24 de agosto de 2014
Bienal 2014... eu fui!!!!



Dando inicio ao meu diário... Minha viagem começou já com agitação e imprevistos. Acordo 3 e meia da manhã do dia 23 de agosto, na verdade nem dormi, pela ansiedade e medo de perder a hora. Tomo meu banho, dou uma geral na aparência, coloco um modelito prático e bonitinho e lá vou eu pro aeroporto de Floripa. Chego lá e dou de cara com a primeira notícia estressante do dia, MEU VOO ESTAVA ATRASADO. Em resumo o voo que sairia as 6:05 da manhã saiu as 10:01 e eu fiquei mais de 4 horas no aeroporto perdendo o tempo precioso que tinha planejado para gastar na Bienal. Bom, nada eu podia fazer quanto a isso então esperei e no horário previsto embarquei rumo a minha viagem tão sonhada. 



Chegando em São Paulo muito animada, o dia estava lindo e quente, mas então me deparo com mais um momento de estresse, e eu diria que esse me levou ao esgotamento. Completamente perdida busquei informações sobre onde pegaria um ônibus que me levasse a Bienal... Bom busquei muito, mas encontrei muito descaso e desrespeito... Tive respostas para todos os gostos. Primeiro encontro um agente do aeroporto e pergunto - Onde posso encontrar um ônibus que me leve a Bienal, no Anhembi? - E a resposta me surpreendeu. - Que Bienal? Não sei o que é isso. - Tipo alouuuuu um evento super divulgado esta acontecendo na cidade e uma pessoa que trabalha em um lugar turístico, por lá passarem todos os dias um grande fluxo de clientes e turistas, não sabe que tá acontecendo uma Bienal? Procurei por outro agente do terminal e esse muito mau educado apenas me disse - Não sou banco de informações! - Na boa isso é bizarro. Por maior que a cidade seja, quando as pessoas trabalham em um local muito visitado e usado por turistas, devem estar por dentro de tudo que rola na cidade, principalmente de um evento como esse que trás pessoas do Brasil inteiro. Resumindo ele não me ajudou. Busquei um balcão de informação, mas este estava vazio, pois sua funcionária tinha ido fazer o horário de almoço. Tá né, todos tem direito, mas não tem ninguém que substitua? Procurei então por algum ponto de ônibus e encontrei também um ponto de táxi. Lá me informaram que não sabiam que ônibus eu poderia pegar para a Bienal, mas que eu poderia ir de táxi, bastava pagar em torno de 70 reais. #SURREAL. Não sei se é muito ou pouco pela distância, mas para o meu bolso era muito dinheiro rsrsrsrsrs Comecei então a me desesperar, chorando, claro... Então voltei para dentro do aeroporto e encontrei um outro balcão de informações. Lá uma moça bem solicita até tentou me ajudar, mas ela não sabia que ônibus eu pegaria para ir ao Anhembi. Sentei e chorei, mas de raiva e frustração. Quem sabe eu também estava desorganizada, afinal deveria ter buscado isso antes. Só que jamais imaginei que não encontraria ninguém que me ajudasse em uma cidade tão desenvolvida e que recebe pessoas do mundo todo, poxa era a Bienal que eu estava procurando e não a rua sei lá eu das quantas. 
Já sem noção nenhuma de nada, pensando em procurar a companhia de avião e pedir para adiantarem minha passagem, um luz manda-me procurar novamente o ponto de ônibus e lá tentar encontrar a ajuda. Graças a Deus fui ajudada! Um motorista muito solicito se dispôs a me ajudar. Foi engraçado... Ele disse. - Senhora eu até vou ajuda-la, mas aviso que a senhora vai dar muitas voltas. - Eu ri e disse que eu topava, desde que eu conseguisse chegar a Bienal.
E foi uma viagem que envolveu ônibus, metrô e muita fila... Mas depois de duas horas e meia perdida em São Paulo eu encontrei a Bienal! \o/
Chego lá e ai dou de cara com muitas pessoas, muitas filas, muitas reclamações... o.O Eita que eu tava desanimada já. Entrei na fila errada duas vezes, pois nem sabia em que fila entrar... Infelizmente muita desorganização. Por fim, achei um ser que me ajudou a encontrar o local certo, mas fui mau educada com os demais e furei a fila! Desculpa tá... mas NÃO tive peso na consciência não viu, porque seriam mais algumas horas naquele sol quente e na fila.
Só então eu pude respirar e dizer em alto e bom som (juro que quase gritei) EU CONSEGUI!



Bom, a foto mostra o real estado da pessoa... Já sem maquiagem e descabelada por conta das crises de choro e bem abatida, com dor de cabeça e fome, muita fome... Mas ainda sim feliz demais por estar vivendo mais esse sonho literário meu. Uma loucura tudo aquilo, a imensidão, a quantidade de livros, pessoas... TUDO MÁGICO! Estava extasiada!
Fui então a caça da minha amiga Ana Carolina que já estava por lá. Rodei muito, igual a pião... Muita gente, Jesus, nem eu imaginava que era assim. Muitos estandes, muitas ofertas, muitos livros, tudo multiplicado, inclusive as filas que eram gigantes!!! Muita gritaria e empurra empurra por conta da escritora Cassandra Clare, autora de muitos livros, inclusive Instrumentos Mortais sucesso no mundo todo, que apareceu para conversar com os fãs... Achei o máximo, mesmo tendo sido pisoteada. 
Depois de rodar uma meia hora encontrei-a ou melhor a Ana me encontrou... Veio gritando e eu pude ganhar uma abraço muito gostoso e acolhedor... Tudo que eu precisava naquele momento! Ela estava com seus amigos e namorado (pessoas muito legais!) sentados no chão, e na boa sentar foi o céu para mim naquele momento. Fofocamos um pouco, curti a minha amiga amada, parceira de blog e #beta do meu livro ( Descobrindo Todas as Formas de Amor), ouvi tudo que já tinha rolado por lá enquanto eu não tinha chegado. - Ana você é uma amiga linda! Obrigada por cuidar de mim S2!!!


Depois resolvi que deveria tentar matar o que tava me matando... A fome!
Mais fila... muita fila e poucas opções... TUDO MUITO CARO, como já tinham me avisado... depois de 45 minutos mais ou menos na fila comprei uma baguete e um refri em lata e paguei 23,50 :O #pasmem com isso, mas é verdade! Não tava ruim, mas pra bom também não servia. Com fome devorei-o sem pensar muito.
Após a barriguinha cheia fomos a caminhada e a caça da minha #DIVA amada escritora, Marcia Rubim. Estava no horário dela de autógrafos e não podia perder. Foi tipo LINDO DEMAIS ela me reconhecer de cara, sem esforço e dar aquele sorriso lindo quando me viu... Foi mesmo emocionante! Você é Marcia ainda mais carinhosa e amável do que eu imaginei... E ver você recebendo meu livro foi balsâmico... fiquei muito feliz de verdade... OBRIGADA POR SEU CARINHO! 



O estande estava lotado... um sucesso... Cheio de fãs e escritores queridos, que pude conhecer. Dentre eles a querida Leticia Godoy. Simpática e sorridente veio falar comigo e tiramos várias fotos.



Depois também pude abraçar e conversar com a amada blogueira Andréa Bistafa. Ela é linda e ainda mais simpática pessoalmente... - Feliz demais em conhece-la!



Bem feliz continuei então minha caminhada... nada fácil... pelos corredores da Bienal buscando ver tudo que pudesse e encontrar mais pessoas queridas que eu tinha planejado... O problema é que o sinal de telefone e internet lá estava horrível! Não consegui contato com quem queria e isso dificultou muito a minha vidinha... Mais ainda sim tudo estava eletrizante e eu estava curtindo muito.



Em uma das minhas voltas dou de cara com minha amiga e parceira de editora Roberta Del Carlo. Pensem na minha alegria e agradecimento ao destino que colocou ela paradinha na minha frente com seu esposo. Abraçamo-nos, conversamos, fofocamos e foi muito legal, ela é adorável... - Amei te conhecer amiga!



Continuando minha saga paro em frente ao estande em que a linda Andréa Titericz esta autografando seu mais novo livro... Felicidade era pouco. Ela foi uma querida e trocamos livros... - Amei encontra-la sua linda!



Viro pro lado e vejo, de longe, mas tudo certo, o talentosíssimo que faz parte da minha infância e também faz parte da do meu filho, Maurício de Souza. Ele estava sorridente e bem atencioso autografou livros para os fãs... Eu adoro a sua literatura!



Continuei minha caminhada, afinal tinha ainda muito o que ver e muitos abraços a dar... Mas não estava sendo nada fácil e eu estava já cansada demais. Precisei então ir ao banheiro... Evitei ao máximo, porque a fila estava de dobrar quarteirão, mas foi inevitável... Mais uns 30 minutos na fila e resolvi o probleminha com meu amigo "xixi". 
Andando novamente consegui ainda abraçar a escritora Janaina Rico e o escritor Vitor Hugo. Vi de longe a escritora Luene Langhammer Alves, o escritor Danilo Barbosa, a escritora Adriana Vargas e a escritora Vanessa de Cassia, pena que não consegui abraça-los. Fora muitos que estavam por lá, mas que o movimento intenso de pessoas me impedia de se quer identifica-los. UMA LOUCURA!!!
Rodei mais um pouco... cansada demais, mas queria ainda tentar encontrar algumas pessoas... Como a minha linda amiga Simone Pesci, a querida Renata Margaria, a linda Susane Matos Dias, a outra amada Mari Scotti, as escritoras Tammy Luciano, Adriana Brazil e Fernanda Belém e meu amigo e escritor Leonardo Born... Pena que não consegui encontra-los e conhece-los, mas um dia eu consigo!
Então lá no final, quase na saída encontro a minha linda amiga, também parceira de blog e #beta do meu livro, minha filhotinha de coração Barbara! Estava já triste por ter vindo a São Paulo e não encontra-la, mas Deus deu uma ajudinha e no meio da muvuca eu a encontrei!!!! Ela estava linda como eu a imaginava, com sua família... Fiquei mega e ultra feliz em abraça-la e conhece-la minha amada... - És uma menina linda por dentro e por fora Bah S2.



Eu estava nesse momento entregue a dor de cabeça, nos pés e ao cansaço, resolvi então que já era a hora de me bandiar para o aeroporto, até porque não queria correr o risco de chegar atrasada (cheguei com duas horas de antecedência). 


 A experiência da Bienal foi certamente marcante e inesquecível... Meu dia foi... como eu já disse INTENSO! Ainda sim eu gostei muito de tudo que vivi e certamente valeu a pena as lágrimas, ataques de raiva, sorrisos, abraços, emoções, mais lágrimas... Tudo tornou-se felicidade! O mundo dos livros é realmente minha vida!
Ano que vem tem mais, e ai a coisa será diferente. Além de aprender com a Bienal desse ano que devo me programar e organizar mais, ano que vem vou como expositora :D SIMMMMM vou estar lá com meus baby´s ( espero lançar mais algum livro até lá rsrsrs) vivendo a magia da Bienal 2015 no Rio de Janeiro!!! 
\o/ \o/ \o/




Beijokas no coração de todos que eu pude ver, conhecer e abraçar... Obrigada mesmo por todo o carinho! Os que não consegui, sinto muito mesmo, mas logo a gente se cruza por ai!

Fiquem todos com Deus e VIVA A LITERATURA!!!!

Beijokas da amiga e escritora 
Roberta Farig



4 comentários:

Alessandra Isidoro Kavulack disse...

Q show, lendo senti toda tua empolgação amiga ;)

Marcia Rubim disse...

Concordo com você, Beta, e digo mais: prepare-se, pois toda Bienal é uma emoção única! Amei te conhecer, de verdade! <3 Que venham mais Bienais para conversarmos mais! Bjss e obrigada pelo cainho!

Bruna Mara disse...

Agora entendi o pq da loucura, mas no final deu tudo certo^^
Muito bacana, bjos.

Gabriela Sumariva disse...

Ain, nossa que sufoco em menina, mas que bom que valeu a pena, tanto trabalho é pra tornar tudo isso inesquecível. Você é maravilhosa. Beijos
www.moradadolivro.blogspot.com